Mas graças a Deus que nos dá a vitória por
nosso Senhor Jesus Cristo. 1 Coríntios 15:57

O meio ambiente e responsabilidade cristã
Escrito por Pastor Danilo Cassemiro de Campos   
Sex, 29 de Março de 2013 18:32

Natureza02No princípio, criou Deus os céus e a terra - Gênesis 1.1

Um menino certa vez estava aprendendo a tabuada de multiplicação quando, de repente, parou, fitou os olhos em sua mãe e perguntou-lhe:

- Então, minha mãe, é verdade que Deus fez o mundo?
- Fez sim, meu bem.
- E as árvores nas florestas e os pássaros no céu e os bichinhos no campo?
- Sim, querido.

O menino ficou quieto por um momento, meditando nesta grande verdade, e indagou novamente:

- Mas de onde Deus fez tudo, mamãe?

E a boa mãe respondeu:
- Aí você está querendo saber demais...

Talvez você esteja pensando: criança pergunta cada coisa...

Todavia esta pergunta tem implicações bastante atuais - e também teológicas. Quando olhamos para a Bíblia, encontramos princípios teológicos que nos orientam da importância do meio ambiente e qual a responsabilidade cristã.

Deus criou o mundo e todas as coisas para o seu louvor (Salmo 19.1)
.Às vezes assisto um programa regional chamado "Terra da Gente" e vejo quanta coisa linda existe na natureza, coisas que ainda não pude ver pessoalmente. Ao ver tanta beleza que é proclamada nestas imagens lembro do perfeito poder, majestade e glória de Deus.

É o que na teologia sistemática chamamos de revelação natural de Deus. O nosso senhor e criador se revela nas próprias obras de suas mãos. Como disse Thomas Watson: Criar requer poder infinito. O mundo todo não pode criar uma mosca.

Amados, ao contemplarmos a criação de Deus, devemos nos lembrar, ela é proclamadora da sua glória, majestade e poder, e o fim primeiro para o qual ele a fez e para a sua própria glória.

Deus criou o mundo e tudo o que nele há para abrigar o homem.
Não é por acaso que Deus criou a Terra, os céus, as águas e os grandes luzeiros do céu, além de todos os outros seres viventes. Deus fez isso preparando todas as condições de vida e bem estar do homem.

Você consegue imaginar um mundo sem terra fértil? Onde plantaríamos nosso alimento? Consegue imaginar um mundo sem água? Como viveríamos uma vez que 70 a 75% do corpo humano é constituído de água?

E se não tivéssemos o sol? Além de faltar a vitamina D, que é conhecida como "a vitamina do sol" (ela é produzida pela pele humana através da exposição à radiação ultravioleta emitida pela luz solar), nosso planeta congelaria e tornaria impossível nossa sobrevivência.

Tudo tem uma lógica: o mundo e tudo que nele há foram criados por Deus para abrigar o homem e garantir-lhe vida, abundância e bem estar.

Deus deu a incumbência ao homem de cuidar da criação.
Mas o problema é que nós muitas vezes destruímos. Um claro exemplo disso foi a lei que tramitou no congresso nacional. Ela permite aos que devastaram áreas que deveriam ser preservadas a anistia e ampliação de prazos para adequação às novas leis. Ou seja, licença para a destruição.

Isso não é um assunto exclusivo de ONGs como Green Peace ou qualquer outro grupo de ecologistas militantes, é para nós mesmos; somos mordomos, administradores de tudo que Deus nos confiou, somos responsáveis por cuidar deste nosso mundo até a segunda volta de Cristo.

Não podemos simplesmente nos isolar num mundo evangélico onde não precisamos nos preocupar com a manutenção da natureza de Deus, já não bastasse o sofrimento que sobreveio sobre toda ela por conta do nosso pecado.

Tem muitas atitudes práticas que podemos adotar em nosso dia a dia:

- Separar lixo por material reciclável: metais, plásticos, vidros e papéis;
- Economizar energia elétrica fazendo uso consciente dela;
- Economizar água, que é um dos maiores recursos necessários para nossa vida;
- Não desperdiçar alimentos;
- Denunciar atos que atentem contra a natureza.

Afinal, que planeta gostaríamos de deixar para nossos filhos?

Pode ser que não consigamos preservar tudo que Deus criou, por conta da imensa ganância humana, mas com certeza, se cada um fizer a sua parte, vai fazer uma grande diferença para este mundo.

Afinal, devemos preservar aquilo que Deus fez para sua própria glória e para nos abrigar com abundância de vida e bem estar. Que Deus nos ajude a mantermos esta consciência e a tomarmos atitudes práticas em nosso viver diário.

 
Share on Myspace